IFMT

Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação

início do conteúdo

IFMT abre seleção do novo Programa de Formação Doutoral Docente - Edital nº 123/2017

Publicado em: Reitoria / 20 de Dezembro de 2017 às 14:06

O reitor do IFMT, Willian de Paula, assinou nesta quarta-feira (20) o Edital 123/2017 para seleção de servidores candidatos a bolsas de doutorado com auxílio-moradia do novo programa de Formação Doutoral Docente – Novo Prodoutoral, conforme Portaria nº 140, de 1º de julho de 2010, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Esta ação da política de capacitação do IFMT tem o objetivo de publicar normas para concessão de 1 (uma) cota de bolsa com auxílio-moradia a docente afastado para capacitação em nível de doutorado.

“O projeto do Prodoutoral foi submetido pela Pró-reitoria de Pesquisa em 2014 e contemplará somente os docentes que estão cursando doutorado fora do domicílio. A bolsa poderá auxiliar a custear moradia, uma eventual ida ao exterior, enfim, financiar alguma parte da pesquisa. O convênio segue normas estabelecidas pela Capes, cabendo à nossa instituição apenas a prestação de contas e a seleção do servidor que nos representará no programa”, esclareceu o pró-reitor de pesquisa e inovação (PROPES), Wander de Barros.

Podem se inscrever os docentes afastados oficialmente para capacitação nas áreas de Ciência e Tecnologia de Alimentos, Ciências Ambientais, Química, Engenharia Elétrica, Engenharia Civil, Ciência da Computação, Agronomia, Zootecnia, Recursos Florestais e Engenharia Florestal.

A bolsa doutorado e o auxílio-moradia serão concedidos pelo prazo de 12 (doze) meses, podendo ser renovados anualmente, até o limite de 36 (trinta e seis) meses. “Neste momento está aberta apenas uma vaga mas assim que houver maior disponibilidade de bolsas chamaremos os aprovados neste edital”, completou o pró-reitor. Serão considerados classificados os 3 (três) primeiros concorrentes com maior pontuação e, dentre esses, o candidato com maior pontuação será indicado para a bolsa que se encontra disponível.

Para ter a sua inscrição deferida Novo Prodoutoral, o docente deverá atender aos seguintes requisitos: pertencer ao quadro docente da instituição de origem, em regime de 40 (quarenta) horas com dedicação exclusiva; estar regularmente matriculado em programa de pós-graduação com conceito CAPES igual ou superior a 4 (quatro); estar afastado integralmente de suas atividades na instituição de origem durante o período de recebimento da bolsa; não estar fazendo a capacitação na própria cidade ou em cidade limítrofe ao campus de lotação.

Para a classificação dos candidatos, serão considerados os seguintes critérios: tempo de serviço na instituição: nota da última avaliação de desempenho do docente no IFMT: produção científica nos últimos cinco anos, registrada no Currículo Lattes: classificação do programa de pós-graduação da capacitação do docente na avaliação da CAPES.

Prodoutoral

Segundo informações da Capes, o programa tem como objetivo geral estimular a elaboração e a implementação de estratégias de melhoria do ensino, da pesquisa e da extensão das IFES de origem, de modo a apoiar esforços institucionais para a capacitação e o aprimoramento da qualificação dos seus docentes, visando à consolidação de grupos de pesquisa e à formação de programas de pós-graduação. É um programa que se caracteriza por favorecer a mobilidade dos bolsistas das IFES de origem para as IES de destino durante o tempo de duração da capacitação docente, bem como a dos professores orientadores, como forma de integração entre as instituições participantes.

Arquivos relacionados

início do rodapé

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso

Avenida Sen. Filinto Müller , 953 - CEP: 78043-400

Telefone: (65) 3616-4100

Cuiabá/MT